Futebol

Em um jogo recheado de polêmicas, Portuguesa perde primeiro jogo das quartas de final

Em um jogo recheado de polêmicas, a Portuguesa foi derrotada pelo XV de Piracicaba, fora de casa, por 3×2, pela fase de ida das quartas-de-final do Campeonato Paulista. O resultado teve influência direta da arbitragem que marcou dois pênaltis duvidosos para os donos da casa.

Mesmo com desfalques, a partida começou com uma Lusa avassaladora que abriu o marcador logo aos oito minutos, com uma linda jogada de Guilherme Nunes que se livrou da marcação e rolou para Lúcio Flávio, que deixou passar, e sobrou para Diego Rosa empurrar para as redes. Foi o primeiro gol dele com a camisa rubro-verde.

Pouco depois, a Portuguesa ampliou o marcador com o próprio Guilherme Nunes, que recebeu lindo passe de Lúcio Flávio pela direita e finalizou de primeira, indefensável para o goleiro Mota. Porém, o domínio rubro-verde foi interrompido após um drone sobrevoar o estádio Barão de Serra Negra, aos 19 minutos.

Depois disso, o jogo mudou e teve como protagonista o árbitro Leandro Carvalho da Silva. Com dois pênaltis inexistentes marcados, o XV de Piracicaba alcançou o empate com Daniel Costa convertendo as duas cobranças.

Com o 2×2 no placar a partida foi pro intervalo com ânimos acirrados e nesse clima de desconfiança, a Portuguesa acabou sofrendo o terceiro gol novamente com Daniel Costa, após cruzamento da direita.

O resultado obriga a Portuguesa a vencer o XV de Piracicaba no jogo da volta, no Estádio do Canindé, na próxima segunda-feira (14). Se vencer por um gol de diferença, a partida vai para as penalidades máximas; por dois gols ou mais, a Lusa garante sua classificação dentro dos 90 minutos.

Ficha técnica
Portuguesa 2 x 3 XV de Piracicaba
Campeonato Paulista – Série A2
07/09/2020 – 17h30
Estádio Barão de Serra Negra – Piracicaba (SP)

Portuguesa: Dida; Caíque, Ícaro, Felipe Gregório e Vinicius Silva; Carlão, Guilherme Nunes e Roger Gaúcho (Jobinho); Lucas Douglas (Geovane), Lúcio Flávio (Anselmo) e Diego Rosa (Adilson Bahia).
Técnico: Fernando Marchiori

XV de Piracicaba: Mota, Jefferson Feijão, Douglas Marques, Diego Jussani e Paulão (Samuel Balbino); Felipe Manoel, Gabriel Soares e Daniel Costa (Erison); Kadu Barone (Erick), Macena (Kelvin) e Caio Mancha (Marcelinho).
Técnico: Evaristo Piza.

Árbitro: Leandro Carvalho da Silva
Auxiliares: Anderson José de Moraes Coelho e Mauro André de Freitas