História

A Associação Portuguesa de Desportos (inicialmente Associação Portuguesa de Esportes) foi fundada no dia 14 de agosto de 1920 a partir da fusão de cinco clubes portugueses da cidade de São Paulo: Lusíadas, Lusitano, 5 de Outubro, Marquês de Pombal e Portugal Marinhense. A data remete à Batalha de Aljubarrota, quando Portugal tornou-se independente da Espanha em 1385.

· Era Cambuci

Nos primeiros anos, a Portuguesa uniu-se ao Mackenzie para a disputa dos torneios de futebol, até que em 1923 passou a jogar de maneira independente, ao mesmo tempo em que equipava sua primeira sede, localizada na Rua Cesário Ramalho, no Cambuci.

Estádio do Cambuci

Primeiro estádio na rua Cesário Ramalho, no Cambuci, em 1925

A década seguinte marcou as primeiras conquistas de peso do Clube, com os títulos do Campeonato Paulista de 1935 e 1936. Entre os jogadores marcantes da primeira fase estão Filó, que atuou na Lusa nos anos 20 e mais tarde ganhou a Copa do Mundo de 1934 com a Seleção Italiana, e o goleiro Batatais, que defendeu a meta rubro-verde na década de 30.

· Era São Bento

Nos anos 40, já instalada na nova sede, no Largo São Bento, a Portuguesa iniciou a montagem do que viria a ser o grande esquadrão dos anos 50, considerado um dos maiores times da história do futebol brasileiro. Jogadores como Brandãozinho, Djalma Santos, Julinho, Pinga, Ceci, Simão, entre outros, deram ao Clube dois títulos do torneio Rio-São Paulo e três Fitas Azuis, prêmio concedidos a equipes que ficassem 10 jogos invictas em excursões internacionais.

· Era Canindé

Em 1956 foi adquirido o terreno do Canindé, dando início ao sonho de construção de um estádio próprio, que seria concretizado em 1972, com a inauguração do Estádio Independência, atual Dr. Oswaldo Teixeira Duarte, o famoso Canindé.

Estádio Ilha da Madeira

Construção das arquibancadas da Ilha da Madeira, nos anos 50

Craques continuaram desfilando com a camisa lusa, entre eles Ivair, Orlando, Ditão e Félix na década de 60, e Enéas, Badeco, Cabinho e Basílio, heróis do título paulista de 1973.

A Portuguesa também começou a se desenvolver em outras modalidades: hóquei, ciclismo, vôlei, basquete e boxe foram alguns dos esportes que se destacaram ao longo dos anos.

Já devidamente instalada no Canindé, a Lusa manteve sua tradição de revelar grandes jogadores, como Edu Marangon, Dener, Zé Roberto e Rodrigo Fabri. Do time inesquecível dos anos 90, que chegou à final do Campeonato Brasileiro em 1996, até a Barcelusa de 2011, uma história gloriosa e quase centenária continua a ser escrita.

Estádio do Canindé

Estádio Dr. Oswaldo Teixeira Duarte atualmente

Veja mais detalhes e registros históricos no Acervo da Lusa.