Futebol

Portuguesa vence o Santo André por 3 a 1, na estreia da Copa São Paulo

Ronaldo Barreto/ Portuguesa

Pela primeira rodada da primeira fase da Copa São Paulo de Futebol Júnior, a Portuguesa encarou o Santo André, no Estádio do Canindé, na tarde desta sexta-feira (04). Com gols de Caique Felix e Nairton (2), a Lusa venceu por 3 a 1 de virada, pelo primeiro jogo do Grupo 32.

Sobre o jogo

Fazendo valer o fator casa, o time Rubro-Verde levou bastante perigo ao gol dos adversários durante o primeiro tempo.  Com o gramado pesado o jogo foi bem pelas duas equipes, e em um belo chute, aos 31 minutos, Vitor Carvalho fez 1 a 0 para a equipe visitante.

A Lusa continuou aproveitando o bom momento da equipe e seguiu pressionando o rival.  O time do Canindé ficou próximo de empatar o placar quando o cronômetro marcava 43 minutos com Nairton

Segundo tempo

Na etapa final, o panorama da partida começou muito parecido com o primeiro, e logo no primeiro minuto, Caique Felix empatou a partida após rebote de escanteio na grande área.

Após pressão da equipe rubro-verde, aos 31 minutos, Nairton aparece no meio da área e virou o placar para a Lusa, após cruzamento de Michael.

Com o fim da partida se aproximando, a Lusa se lançou ao ataque novamente e definiu o resultado. Aos 37 minutos, após cobrança de falta de Rickson, o atacante Nairton, de cabeça, marcou novamente e ampliou o placar para a Lusa.

Fala Professor

O técnico Wendel Freitas comentou sobre o inicio da partida “A Portuguesa sofreu no primeiro tempo pois temos um time leve e o campo estava molhado, o que favoreceu a equipe do Santo André, que é uma equipe muito boa, muito bem treinada, mais forte e então com o campo molhado, com a bola um pouco mais lenta, favoreceu eles. Depois que acabou a chuva e baixou a adrenalina, a ansiedade, conseguimos empatar. Viramos porque fizemos o que treinamos, mérito dos atletas.”

O professor também comentou sobre os próximos jogos da Lusa na Copa São Paulo e exaltou os atletas “O Volta redonda é muito forte, o Paraná muito forte também, e o que a gente almeja para os próximos jogos é continuar jogando e fazendo o que a gente treinou. Eu gosto de jogar para a frente, eu jogo no 4-3-3 e os meninos se adaptaram a isso, a Lusa ja tem tradição de jogar a frente, a lusa sempre foi celeiro de grande jogadores e a gente com metodologia e filosofia fez o trabalho. É mérito dos atletas, e parabéns para eles, pois são eles que jogam, eu não”.

A Lusa volta a campo nesta segunda-feira, no estádio do Canindé, contra o Volta Redonda, as 21h30.